Avançar para o conteúdo principal

Mensagens

A mostrar mensagens de janeiro, 2022

Enquanto a quadrilha se mantiver...

DESDE 2001 que o Benfica se vende (prostitui) aos corruptos da cidade do Porto, mesmo antes já Damásio o fazia e por isso foi expulso por Vale e Azevedo de sócio do Benfica, Vilarinho voltou a convidar Damásio a entrar. Damásio, Vilarinho, o dragão de prata Luís Filipe Vieira, Rui Costa, Luisão, Pizzi e André Almeida (os 2 últimos em breve serão convidados para a estrutura como paga dos serviços prestados ao FCP) sempre prejudicaram o Benfica para ajudar o clube do norte, já para não falar que toda a estrutura da FPF com Fernando Gomes (ex dirigente do FCP e réu no processo Apito Dourado), Proença presidente da Liga (que ganhou o poleiro pelos serviços ao FCP) que se fez sócio do Benfica a pedido de LFV para poder ajudar o FCP sem dar nas vistas e todos os árbitros que de uma ou outra maneira estão ligados ao Porto (não esquecer que a APAF é no Porto e 85% dos árbitros da 1ª Liga são da cidade do Porto). Todos os árbitros da 1ª categoria só são promovidos a pedido de Pinto da Costa e s

As Sanguessugas não largam o Benfica

  "A CIDADE BENFICA VAI SER NA SERRA DE CARNAXIDE, CURISOSAMENTE ESSE TERRENO FAZ FRONTEIRA COM DOIS PROJECTOS DE CONDOMINIOS DO RUI COSTA E A UMAS CENTENAS DE METROS COM UM DE LUIS FILIPE VIERA. NADA MELHOR QUE USAR O BENFICA PARA FAZER VALORIZAR EM MUITAS CENTENAS DE VEZES O LOCAL!"        

Crime Vs Crime contra a máfia do Futebol

  João Vale e Azevedo acusado de roubar o Benfica em 250 mil contos, apesar de o Benfica ter-lhe ficado a dever quase 1 milhão e meio de contos foi considerado o MAIOR CRIMINOSO DE PORTUGAL, apanhou 3 anos de prisão e ainda hoje continua a ser perseguido. Luis Filipe Vieira roubou o Benfica em vários milhões de euros, apanhou 3 dias de prisão. A diferença é que Vale e Azevedo desafiou a máfia do futebol enquanto que LFV é dragão de prata e anda aos abraços aos mafioso do Futebol.

Luís Filipe Vieira suspeito de receber milhões em 55 transferências de jogadores do SL Benfica

 O antigo presidente do SL Benfica é suspeito de, juntamente com quatro empresários, ter montado um esquema para reter milhões de comissões indevidas. Suspeitas constam no relatório da Autoridade Tributária, no processo da operação Cartão Vermelho. Transferência de Weigl é um dos casos citados. Luís Filipe Vieira, antigo presidente do Sport Lisboa e Benfica, é considerado suspeito de recebimento indevido de ‘luvas’ em 55 negócios de transferência do clube da Luz. Em causa estão compras e vendas de jogadores entre 2012 e 2020, uma série de negócios que geraram, no total, mais de 10 milhões de euros em comissões. Segundo noticia a revista Sábado [acesso pago], que segue informação de um relatório da Autoridade Tributária (AT) no processo da operação Cartão Vermelho, estas comissões foram pagas a empresários - sobretudo a quatro: Bruno Macedo, Ulisses Santos, Isidoro Gímenez e Giuliano Bertolucci - que não tiveram intervenção nos negócios (contam-se entre as transferências c

Cartão Vermelho: as conversas secretas de Luís Filipe Vieira

  Subornos a diretores do Novo Banco, fraude fiscal nas transferências, venda de apartamentos de luxo a empresários e como o ex-presidente do Benfica escondeu património entre a família. Novos dados do processo, a que a SÁBADO teve acesso, revelam que o MP quer ainda investigar os negócios de 55 jogadores. Surreal.” Foi este o adjetivo escolhido pelo inspetor tributário Paulo Silva para descrever um negócio entre Luís Filipe Vieira e José António Santos, o Rei dos Frangos, acompanhado a par e passo nas escutas telefónicas da Operação Cartão Vermelho, a que a SÁBADO teve acesso. O dito surrealismo identificado pelo investigador não dizia respeito ao negócio em si, mas ao facto de a parte vendedora, o Novo Banco, estar a negociar um pacote de imóveis com um dos seus principais devedores. Luís Filipe Vieira, José Ant