quinta-feira, 3 de julho de 2014

Jardel: «Médico do FC Porto sabia que consumia cocaína» e a IMPUNIDADE CONTINUA

Jardel abriu o jogo em entrevista ao "lancenet"

Mário Jardel abriu o jogo e falou sobre os tempos de futebolista, especialmente numa altura em que envergava a camisola do FC Porto e ao mesmo tempo... consumia cocaína. O futebolista brasileiro, com um
grande passado em Portugal, assumiu que a primeira vez que se rendeu à droga "foi em Fortaleza em 1998", num churrasco, numa altura em que alinhava pelo FC Porto. "Super Mário" diz que a prática era conhecida pelo clube e conta como se escapava aos controlos antidoping.

"Só consumia nas férias. O médico e o fisioterapeuta da equipa sabiam porque eu contava-lhes. Fazia exames todos os dias antes do treino e fiquei fechado um mês dentro da concentração para me recuperar", referiu, em entrevista ao "Lancenet", esta quarta-feira, explicando o porquê de se ter entregue à cocaína.

"Más amizades, fim de um relacionamento, depressão... Fiquei deprimido porque não tinha ninguém a apoiar-me no momento em que precisava".

Mário Jardel assumiu que deu um novo rumo à vida "há dois ou três anos".

"Após aquela entrevista (para a TV Globo, em 2008) sobre o problema, tive uma recaída no ano seguinte e, por isso, resolvi tratar-me. É a primeira vez que falo nisso. Estava parado, aconteceu por fraqueza."

Fonte da Notícia: Record

Nota do webmaster: Muitos falam em máfia e associam à Sícília, haverá máfia mais impune que a máfia de Pinto da Costa?, com apoio de sucessivos governos e ainda condecorado? MAIS UMA VERGONHA NACIONAL.